Talvez

539401_541930912505974_382389308_n_large

Mateus:

Meu coração disparou no momento em que Luísa entrou naquela sala. Eu sentia saudades, mas não tive coragem de ir cumprimentá-la. Ela estava linda com aquele cabelo solto, sempre bem arrumado. Aqueles fios naturalmente loiros, que eu amava olhar quando o sol batia neles. Isso me lembrou do primeiro dia que eu senti o cheiro do seu cabelo. Ela parecia feliz. Queria perguntar como ela estava, como estavam seus pais e sua irmã. Queria abraça-la, sentir seu Nina Ricci mais uma vez. Beijá-la e pedir desculpas por não ter dito que a amava sempre que sentia. Pedir desculpas por não dizer que jamais a deixaria. E não importaria o que ela dissesse, eu sempre voltaria para tê-la em meus braços. Somente ela poderia amar escutar Gavin Degraw comendo marshmallow comigo. E morrer de rir por sermos tão estranhos juntos. Queria dizer que nunca deixei de amá-la. Mas não tive coragem. Acho que na nossa última conversa ela estava falando sério. E era saudade de mais pra mim.

Luísa:

Quando entrei na casa da Dani, a primeira pessoa que eu vi foi o Mateus. Senti toda a sala ficar em preto e branco, menos ele. Até que me lembrei de como foi difícil não pensar mais nos momentos que passamos juntos. No quanto eu ainda sinto falta de estar em seus braços. As horas iam passando e nada dele vir me cumprimentar. Queria que ele viesse falar comigo, saber como eu estou. Eu sentia falta das suas mãos, do seu sorriso. Mas ele continuava a conversa com seus amigos. Será que ele já havia me esquecido? Será que ele não se importava mais? Era como seu eu não estivesse ali. Eu sei que a ultima vez que falei com ele pedi para nunca mais conversar comigo. Mas não era verdade. Queria que ele viesse falar comigo como se nada tivesse acontecido. Talvez poderíamos ter um recomeço. Mas sem esquecer as nossas tradições de comer pipoca com leite condensado e assistir filmes coreanos legendados só para rirmos e morrermos de amores pelas histórias. Mas quem eu estava enganando… Talvez ele não me amasse mais. E foi eu quem pediu para ser assim. Eu apenas sentia saudades.

Anúncios

9 comentários sobre “Talvez

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s