A seriedade do amor

Parece que à medida que vai ficando mais sério os desentendimentos vão aumentando. Mas por que antes não era assim? Porque antes o medo de perder era maior, então a parte de ceder as suas vontades para ver o outro feliz prevalecia. Isso não quer dizer que ver o outro feliz não é mais importante, nem que ainda não tem medo de perder. Apenas agora o amor é maior que a paixão. E as suas vontades às vezes falam mais alto.

Mas mesmo assim ainda assiste a filmes de ação, mesmo querendo assistir romance. Ainda se arruma para sair, mesmo querendo ficar em casa. E sai com pessoas que nem são seus amigos, come comidas que nem gosta tanto. E ainda se sente feliz.

Amor não é apenas beijos, sexo e palavras bonitas. É ceder, é querer, é respeitar. É sentir saudade mesmo estando longe há 5 minutos. É brigar e logo depois estar abraçado. Não importa de quem é a culpa, ou quem pediu perdão.

Quem não ama não entende a necessidade de estar junto, não entende porque  logo estão se beijando depois de uma briga que parecia não ter fim.

Amor não é pra entender. É para sentir, brigar e logo se amar.

intim

Anúncios

11 comentários sobre “A seriedade do amor

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s