Recém-casada: Organizando a cozinha

Esse final de semana eu fui para a casa da minha cunhada, em Patrocínio, e consegui colocar o sono em dia e comer mais do que deveria.

Bom, estávamos lá na cozinha, até que meu marido pergunta onde foi que ela comprou um potinho onde estava o achocolatado. E nó só ouvimos que ela comprou super barato. Tendo a necessidade de organizar nossos mantimentos na cozinha, lá fomos nós comprar os potinhos.

Quando me deparei com o carrinho com 8 deles, lembrei das imagens do Pinterest de armários super organizados.

Eis algumas imagens:

0000

01 | 02 | 03 | 04 | 05 | 06 | 07 | 08 | 09

Não são uma fonte de inspiração?

Minha cozinha é bem pequena e não cabe tudo arrumadinho assim no armário. Mas quero colocar umas prateleiras para deixar bem bonito. E assim que arrumar tudo mostro aqui para vocês!

Beijos e tenham uma ótima semana!

Desentralhando

Ao longo do tempo, sempre vamos juntando coisas em que não usamos mais ou que não nos servem mais e vamos acumulando em casa. Se pararmos para pensar, temos muitas coisas que podemos jogar fora, doar ou vender, e que não fariam a menor diferença, ou seja, temos muita “tralha”.

No blog vida organizada, a Tais fala sobre um método de organização em que o início dele consiste em deixar 15 minutos do dia para “desentralhar”. E é melhor ainda se fizer isso cada dia em uma área específica.

17dece5c3268836d9d2327e94a75609f

Pensando assim, fiz uma lista de coisas para eu checar nesses 15 minutos diários. Acabando primeiro com a “desordem visível”.

1. Material escolar muito usado ou gasto.

2. Revistas e jornais velhos.

3. Sapatos: doar os que não me servem, jogar fora os que estão muito velhos.

4. Roupas: cada gaveta por dia.

5. Meias sem par ou rasgadas.

6. Cadernos usados.

7. Catálogos, agendas e calendários velhos.

8. Livros didáticos que não uso mais.

9. Bichos de pelúcia.

10. Objetos estragados.

11. Papeis com receitas que nunca irei fazer.

12. Alimentos, remédios e produtos fora da validade.

13. Papeis acumulados na estante.

14. Maquiagens fora da validade ou que não uso.

Bom, essa é apenas a lista para começar o processo! No início não é muito fácil para livrar de toda a tralha. Mas eu tento pensar se tal coisa é realmente importante ou útil. Na maioria das vezes a resposta é “não”.

E o mais importante, é manter a ordem e a organização da casa, inclusive, não comprando coisas que não preciso!

E você tem algum método para desentralhar?

21 dicas para reinventar a vida profissional

5392648847_6ed79e5ce7_o

Eu estava lendo o blog da tanlup e vi um post com o título: “Dicas de Sucesso: Quais novas competências fariam seu negócio deslanchar?“. Não tenho nenhum negócio, não sou empreendedora, mas quem sabe futuramente posso montar uma empresa de Consultoria Ambienta.. Então me interessei pelo assunto.

Bom, a master coach, psicóloga e especialista em desenvolvimento pessoal e profissional, Juliana Garcia, escreveu o post contando que lançou um e-book que se chama “21 dicas para reinventar sua vida profissional” e para adquiri-lo é super fácil, apenas assinando a newsletter . O post no blog tanlup fala sobre uma das dicas, clique aqui para conferir.

Eu gostei muito de todas as dicas e mesmo o e-book sendo pequeno dá para refletir e criar metas em cada item.

Espero que tenham gostado.

Beijos

Meu caderno de organização

Tudo começou com um post do blog Morando Sozinha, que a Franciele fez um video mostrando o seu caderno e cada parte dele. E para uma desorganizada assumida, eu achei uma ótima ideia. Vou contar um pouco sobre ele e depois acessem os links para ver mais exemplos.

rotina

1. Rotina. Dia, tarde e noite. Pode parecer algo nada importante, mas é bom para criar uma disciplina. Como tomar café da manhã todos os dias e não dormir depois de meia noite. E também colocarei coisas especiais no final de semana, como fazer a unha e hidratar o cabelo.

caixa de entrada

2. Caixa de Entrada. São tarefas a executar no dia e anotar as que eu vou lembrando. Depois transferir para a minha agenda as coisas mais importantes e são somente as que têm um prazo que devem ser anotadas na agenda. Melhor ainda se forem em ordem de importância e não mudar o foco enquanto a lista não tiver totalmente finalizada. Como o exemplo da lista de 6 coisas. O item que não conseguir no dia, será transferido para o próximo. Mas lembrando que na agenda devem conter apenas as tarefas que realmente necessitam ser realizadas.

Obs.: “Compromissos! Afinal, é para isso que as agendas servem, em primeiro lugar. Anote todos os seus compromissos: reuniões, consultas médicas, festas de aniversário, viagens etc.” – blog Vida Organizada

projetos

3. Projetos. Podem ser para a semana, mês, ano ou sem data definida. Eu fiz a lista de 101 coisas em 1001 dias e irei anotar no caderno para sempre lembrar dos itens.

blog2

4. Blog. São posts que vou criando ao longo do dia. E ideias que vou tendo.

finanças

5. Finanças. Sou uma pessoa que vou gastando com coisas pequenas e quando vejo, cadê dinheiro do mês. Esse caderno está me ajudando a anotar tudo o que eu gasto ao longo do dia, até mesmo uma balinha. Assim como falo no post “Como economizar dinheiro“.

wishlist

6. Wishlist. Separando as necessidades dos desejos.

Espero ter conseguido explicar direito como utilizo cada categoria. Se tiverem alguma dúvida, ou pergunta, deixe nos comentários.

Para mais inspirações:

Dica do leitor no blog Vida Organizada

O post no blog Morando Sozinha

Caderno da leitora do blog Morando Sozinha

A lista de US$ 35.000

Eu estou lendo o livro “Milagres que Acontecem”, da Mary Kay. Ele conta um pouco de sua história e como ela conseguiu abrir uma empresa de sucesso. Tem ótimas dicas de entusiasmo, organização e dedicação que podemos adotar nas nossas vidas, tanto na área pessoal como na área profissional. Recomendo este livro não apenas para as consultoras independentes Mary Kay, mas para todas as pessoas. Depois eu farei uma resenha do livro contando mais sobre ele. Porque primeiramente, resolvi fazer um post da parte mais simples e mais legal do livro. A lista de US$ 35.000.

lista

Tudo começou quando Ivy Lee, uma expert em liderança eficaz, disse a Charles Schwab, presidente de uma empresa, naquela época pequena ainda, chamada Bethlehem Steel: “Eu posso aumentar a eficiência e o volume de vendas de seus executivos se você me permitir passar quinze minutos com cada um deles.” Naturalmente, ele perguntou: “Quanto vai me custar?”.

“Nada”, respondeu Lee, “a menos que funcione”. “Daqui a três meses você pode me enviar um cheque no valor que achar que deve. Está justo assim?”.

Swhwab concordou, então ela passou quinze minutos com cada executivo da empresa e pediu a eles que fizessem uma tarefa muito simples. Todos os finais de tarde, durante os próximos três meses, cada executivo deveria fazer a lista de seis coisas mais importantes a serem realizadas no dia seguinte. Em seguida, deveriam colocar os itens por ordem de importância.

“A cada manhã, comece com o primeiro item da lista”, disse ela, “e risque quando estiver terminado. Trabalhe apenas no que está relacionado nesta lista de seis itens, Se não conseguir terminar alguma tarefa, coloque-a em primeiro lugar na lista do dia seguinte”.

Ao final dos três meses, a eficiência e as vendas de seus executivos tinham aumentado de tal maneira que Schwab enviou um cheque de US$35.ooo. Era muito dinheiro para tal quantidade de trabalho e corresponderia hoje a US$350.000.

Uma simples lista, mas mostra que se tivermos foco ao longo do nosso dia, poderemos fazer com que ele renda muito mais. Não apenas na questão financeira, mas que poderemos aproveitar melhor nosso tempo. E são apenas seis itens, pois força você a decidir que tarefas são realmente mais importantes e, por isso, é necessário mantê-la curta e viável.

E para terminar, vou concordar com uma frase que a Mary Kay escreveu: “Todos nós temos as mesmas vinte e quatro horas no dia, mas a diferença está no que você faz com elas.”

Como economizar dinheiro

Há alguns meses eu li no blog Depois dos 25, da linda Flávia Mariano, sobre como economizar dinheiro. Eu gostei tanto do post que imprimi e preguei na porta do meu quarto, mas nunca pratiquei de verdade. Isso porque eu não sou muito controlada em relação a dinheiro e achei super útil, pois foram dicas simples e fáceis de serem executadas no dia-a-dia, mas a preguiça não deixou. E ontem eu estava vendo umas revistas antigas e vi uma página falando como sair do vermelho. Então juntei essas duas informações e preparei 6 dicas para podermos economizar dinheiro e ficarmos mais ricas!

1. Anote seus gastos. Anote na sua agenda diária ou em um caderninho tudo o que você gastou no dia. Tudo mesmo. Incluindo os cafezinhos, lanche da tarde, balas e chicletes. Imagino que deve ser um pouco chato. Mas no final do dia tenho certeza que tomará um susto por ter gasto mais dinheiro do que imaginava.

2. Some suas despesas mensais. Faça uma tabela, mesmo que seja a mão e anote os seus gastos. Separe os gastos essenciais (alimentação, aluguel e luz, por exemplo) dos supérfluos (restaurante, baladas, roupas). Visualizando pra onde o dinheiro está indo fica mais fácil cortar o que não é necessário. Exemplo: se você toma dois cafés por dia a R$2,00 cada, no final do mês terá gasto R$80,00 (só nos os dias úteis). Se cortar pela metade, terá economizado R$40,00. Em um ano, será R$480,00 economizados apenas no cafezinho.

3. Não tenha vontade acumulada. Não deixe de comprar o que precisa ou alguma coisa que deseja. Deixe um valor reservado por mês para fazer o que quiser, mesmo sendo R$20,00 ou R$200,00. Porque o estímulo de economizar não pode acabar por não poder comprar alguma coisa.

4. Nunca saia com fome. Quando estamos com fome ficamos mais impacientes e logo damos brechas para gastos como um lanche na rua, ou uma compra por impulso. E eu sou mestre nisso. A fome não é amiga de quem está disposto a economizar de verdade. Por isso, sempre leve alguma bolacha ou barrinha de cereal na bolsa quando for sair, e leve comida de casa para o trabalho.

5. Faça listas. Nunca vá ao supermercado sem uma lista, e compre somente o que estiver nela. Se não fizer uma lista, pode acabar comprando o que não precisa ou esquecendo algo importante. E deixe um espaço reservado para  alguns doces ou refrigerante.

6. Ganhar mais! A cada centavo que você economiza é um centavo que você está mais rica. Amei essas palavras da Flávia Mariano: não pense que está economizando, você está ficando mais rica.

Essas dicas parecem fáceis, mas para quem está acostumado a sempre comprar um lanche na rua, comprar chicletes, etc. é bem difícil. Mas começarei hoje a anotar meus gastos e tenho certeza que assustarei com os meus gastos do mês.

Espero que tenham gostado e vamos ficar mais ricas!

Como ser empreendedor

As aulas de empreendedorismo que tenho esse semestre não são muito boas. Mas estudando nas apostilas que a professora mandou, eu fui marcando algumas dicas, não para me tornar uma empreendedora estilo Steve Jobs, mas para crescer profissionalmente.

Todo mundo já sabe que empreendedor é aquele que inova, que fica por dentro das tecnologias… mas vamos pensar em algo diferente disso, que podemos acrescentar nas coisas que fazemos. Então, numerei 9 coisas que podemos fazer para nos tornarmos empreendedores.

  1. Não ter medo do novo: muitas pessoas tem medo de mudar. Não querem sair daquele conforto do trabalho ou do salário.
  2. Você só vai atingir seus objetivos e sucesso se estiver motivado para isso. Motivação é um ato que nos torna diferentes de muitas pessoas.
  3. Buscar oportunidade e ter iniciativa: não esperar que as coisas aconteçam, mas ter a iniciativa de fazer.
  4. Correr riscos calculados: saber gerenciar os riscos, avaliando as reais chances de sucesso.
  5. Persistência e comprometimento: é encontrar energia para driblar as adversidades, obstáculos, para fazer acontecer.
  6. Buscar informações: aprender continuamente, pois quanto maior o domínio sobre o assunto, maior chances de ter êxito.
  7. Estabelecer metas: definir objetivos de curto e longo prazo.
  8. Planejamento: planejar cada passo da atividade, desde o primeiro rascunho até a conclusão.
  9. Acreditar no seu potencial. Avaliar nossas características  e conhecer nossas limitações, trabalhando para desenvolver as características que mais necessitamos.

Para ler: O Segredo de Luísa

P.S.: Eu participo da Análise de Blog que o Nós na Gravata faz. Participe você também!