Um amor de verdade

IMG_1672

Um amor que conforta. Que é seguro. Que é tranquilo. Que é compreensivo. É esse amor que eu quero viver e sentir. O amor que me transforma em alguém melhor, e que me faz aceitar e adaptar a defeitos quase imutáveis.

Um amor que me faz aprender a cada dia, que me faz enxergar a beleza de um olhar apaixonado e de um sorriso sincero.

Eu tenho esse amor. Em forma de sentimento e de ações. Em forma de gestos simples.

Porque não tem coisa melhor que chegar cansada do trabalho e ter com quem conversar e abraçar. E mesmo com todo o estresse do dia, ainda querer preparar uma receita nova no jantar. Saber que no fim do dia terá um amor a compartilhar. Uma harmonia a sentir e uma paz a viver.

É assim que quero sentir ao olhar do outro lado da cama ao acordar. Sentir que eu posso sorrir, ou chorar, abraçar, ou brigar, e ainda assim, sempre terei um sorriso, um chamego, um colo e um perdão.

O amor é simples. É sereno. Não arde o coração, mas o preenche de alegria.

Eu te amo!

Desafio 52 semanas: Semana 1

Eu já tinha visto em vários blogs esse desafio de 52 semanas, mas de autorretratos. E hoje eu vi no blog da Poly uma lista com 52 perguntas para responder a cada semana. Achei bem melhor, pois sei que será mais difícil ter um autorretrato toda semana.

Regra: “Citar 5 respostas a cada uma das 52 perguntas, respondendo a uma pergunta por semana, em forma de Top 5”.

A lista das semanas:

Semana 1: Coisas que me fazem ficar feliz
Semana 2: Eu nunca…
Semana 3: Coisas pra se fazer no calor:
Semana 4: Minhas citações preferidas são: (trechos de livros, de músicas, frases de autores, etc)
Semana 5: Fazem parte da minha wishlist:
Semana 6: Os super poderes que eu gostaria de ter se fosse um super heroi seriam:
Semana 7: Eu sempre…
Semana 8: Os melhores filmes infantis que já assisti foram:
Semana 9: Pessoas que eu gostaria de conhecer / ter conhecido:
Semana 10: Minhas comidas preferidas são:
Semana 11: Meus brinquedos preferidos na infância eram:
Semana 12: Coisas pra se fazer no frio:
Semana 13: Fico sem graça quando…
Semana 14: Meus sites preferidos na internet:
Semana 15: O que há de pior no mundo virtual?
Semana 16: Isso, pra mim, não é diversão:
Semana 17: Personagens cuja vida eu gostaria de viver por um dia: (filmes, livros, seriados, etc)
Semana 18: Sinto saudades…
Semana 19: Meus seriados preferidos:
Semana 20: Fico de mau humor quando…
Semana 21: Meus piores defeitos:
Semana 22: Na minha geladeira, tem que ter:
Semana 23: Coisas que me incomodam no mundo contemporâneo:
Semana 24: Casais preferidos (filmes, seriados, livros, etc)
Semana 25: Tenho aflição de…
Semana 26: Se eu pudesse trocar de profissão, eu seria…
Semana 27: Coisas legais pra se fazer nas férias:
Semana 28: Minhas maiores “neuras” e manias são:
Semana 29: Filmes que me falam ao coração:
Semana 30: Fico impaciente com pessoas que…
Semana 31: Quando não tenho nada pra fazer, gosto de…
Semana 32: Ainda quero aprender:
Semana 33: Tenho medo de…
Semana 34: Livros que eu acho que todo mundo deveria ler:
Semana 35: Minhas piores compras foram:
Semana 36: Morro de preguiça de…
Semana 37: O que, de melhor, o mundo virtual te trouxe/traz?
Semana 38: Desculpe, mas eu acho brega:
Semana 39: Minhas melhores qualidades:
Semana 40: Meus “cheiros” preferidos são:
Semana 41: As coisas mais difíceis num relacionamento amoroso são:
Semana 42: Quer acertar no meu presente? Então me dê…
Semana 43: Músicas que eu não canso de ouvir:
Semana 44: Meus vilões preferidos são:
Semana 45: Lembra a minha adolescência:
Semana 46: Parece que todo mundo sabe _______________, menos eu:
Semana 47: Quando estou apaixonado(a) eu…
Semana 48: Nunca tive coragem de…
Semana 49: Lugares no mundo que eu gostaria de conhecer:
Semana 50: Pessoas que eu admiro:
Semana 51: Coisas que me marcaram neste ano que está acabando:
Semana 52: No ano que vem eu quero:

 Bom, eu irei responder a pergunta todo domingo, para não ficar confusa nas semanas. E quem não tiver fazendo o desafio, deixe suas respostas nos comentários!

Semana 1: Coisas que me fazem ficar feliz

1. Estar com a família

DSC06073

2. Passar um tempo com meu amor

540890_10150996054810762_1743366771_n

3. Estar com a Miley

20131102_182636

4. Cozinhar e a receita sair melhor que o esperado

DSC05870_

5. Ler livros

livros

Alguém mais vai fazer o desafio? E quais são as cinco coisas que te fazem feliz?

Ela/Ele

Eu estava ouvindo a música Ela/Ele da Sandy e fui pensando em adaptar a música à minha história de amor. Já que hoje fazemos 3 anos e 7 meses de namoro e eu estou longe do meu amor. Se for ler, recomendo escutar a música junto.

Ela via o mundo

Ele via o mundo

Viam sob a mesma luz

Isso é tudo e era tudo que havia entre os dois em comum

Se conheceram no final de 2009

No vento um prelúdio do que viria depois

Do frio

Desculpa se fez pra ele estender sua meia para ela

O inverno então se desfez

Quando ela em troca lhe deu com o olhar um abraço

Ela era uma aspirante a poeta

Ele era a inspiração

E para ele qualquer coisa nela despertava uma canção

Ela que sempre buscava em tudo um porque

Com ele bastava estar, sentir e viver

O tempo

Voava para os dois

E nem todo tempo do mundo seria o bastante

Os dias vividos a dois, provavam que a eternidade é só um instante

Ela já quis ser de tudo e até sonhou em ser piloto de avião

Finalmente alcançou o céu no instante em que ele lhe pediu a mão

Três letras ela respondeu

Na mais linda música se transformou sua voz

Enfim não haveria mais qualquer fragmento de vida, vivida a só

Mini-saga

large

Hoje eu aprendi com blog Tudo Sobre Sentimentos, da Dannie Alencar, que mini-saga é um texto de 50 palavras, não 49 nem 51. Então, resolvi escrever. Textos sem tema definido, apenas com palavras aleatórias.

Realmente não é nada fácil, as vezes o texto parece sem sentido quando tenho que tirar ou acrescentar alguma coisa.

E para entender as regras, entre no blog do Importuno Bruno, e faça a sua também! Só não esqueça de me mostrar!

Você sabe

Eu poderia fingir que você nunca fez parte da minha vida. Mas você precisava estudar na mesma sala? Ou ainda ter me trocado por uma pessoa qualquer? Gostaria de saber o que eu fiz para lhe afastar de mim. Você sabe que eu não sou tão anti-social assim. Você sabe.

Escolhas

Você tinha a chave que poderia mudar nosso futuro, mas achou melhor jogar tudo fora por um simples sonho. Achou melhor ir morar sozinha para cantar nos pequenos bares da Lapa e se sentir uma estrela por quase duas horas. Achou melhor usar maquiagens elaboradas, vestidos decotados e partir meu coração.

Você

Eu conheço todos os seu sorrisos, todas suas manias e todos os seus cheiros. Conheço você nervoso e carinhoso. Por isso, quero estar ao seu lado quando você chorar de alegria, quando você disser “sim”. Quero aprender a amar seus defeitos e saber te mimar. Fazer suas vontades e te amar.

 

A seriedade do amor

Parece que à medida que vai ficando mais sério os desentendimentos vão aumentando. Mas por que antes não era assim? Porque antes o medo de perder era maior, então a parte de ceder as suas vontades para ver o outro feliz prevalecia. Isso não quer dizer que ver o outro feliz não é mais importante, nem que ainda não tem medo de perder. Apenas agora o amor é maior que a paixão. E as suas vontades às vezes falam mais alto.

Mas mesmo assim ainda assiste a filmes de ação, mesmo querendo assistir romance. Ainda se arruma para sair, mesmo querendo ficar em casa. E sai com pessoas que nem são seus amigos, come comidas que nem gosta tanto. E ainda se sente feliz.

Amor não é apenas beijos, sexo e palavras bonitas. É ceder, é querer, é respeitar. É sentir saudade mesmo estando longe há 5 minutos. É brigar e logo depois estar abraçado. Não importa de quem é a culpa, ou quem pediu perdão.

Quem não ama não entende a necessidade de estar junto, não entende porque  logo estão se beijando depois de uma briga que parecia não ter fim.

Amor não é pra entender. É para sentir, brigar e logo se amar.

intim

Projeto: Amor em neon

A dupla de artistas Victoria Lucas e Richard William Wheater passaram 12 meses iluminando as ruas de West Yorkshire, na Inglaterra, com letreiros de neon gigantes, que reproduziam letras de músicas de amor famosas. ❤

Achei esse projeto super lindo! Amor em neon foi exibido no telhado dos artistas e ainda virou um livro, lançado em outubro de 2012.

barry-white-5 DSC_0008sm-1024x688 NO-MORE 

Quero letreiros assim no Brasil! Visite o site para ver mais fotos. Beijos

Clichê, amor e rosas

segurando-flores

No caminho de ida para meu trabalho tem uma floricultura e as vezes eu vejo um homem sair com algumas rosas na mão. Confesso que é raramente que vejo isso, mas fico imaginando quem é a sortuda que irá receber as rosas, se há alguma data especial, ou alguma paixão, um pedido de desculpas, se será surpresa ou ainda a cara que ela fará quando as receber. E não é lindo ver um homem andar com rosas na mão?

Eu não acredito que o romantismo esteja em extinção. Sei que ainda existem homens galanteadores, mesmo que seja difícil de encontrá-los.

Algumas pessoas acham rosas, chocolates, surpresas, ursinhos de pelúcia e declarações de amor muito clichê. Mas eu acho mais do que romântico. Um clichê no namoro, ou casamento, é sempre bom. Quem nunca se derreteu ao ouvir algumas palavras simples? Melhor ainda se vierem seguidas de carinho, sinceridade e amor. E não importa a personalidade da mulher, o seu coração sempre se derreterá ao ver o amado segurando rosas.

Talvez

539401_541930912505974_382389308_n_large

Mateus:

Meu coração disparou no momento em que Luísa entrou naquela sala. Eu sentia saudades, mas não tive coragem de ir cumprimentá-la. Ela estava linda com aquele cabelo solto, sempre bem arrumado. Aqueles fios naturalmente loiros, que eu amava olhar quando o sol batia neles. Isso me lembrou do primeiro dia que eu senti o cheiro do seu cabelo. Ela parecia feliz. Queria perguntar como ela estava, como estavam seus pais e sua irmã. Queria abraça-la, sentir seu Nina Ricci mais uma vez. Beijá-la e pedir desculpas por não ter dito que a amava sempre que sentia. Pedir desculpas por não dizer que jamais a deixaria. E não importaria o que ela dissesse, eu sempre voltaria para tê-la em meus braços. Somente ela poderia amar escutar Gavin Degraw comendo marshmallow comigo. E morrer de rir por sermos tão estranhos juntos. Queria dizer que nunca deixei de amá-la. Mas não tive coragem. Acho que na nossa última conversa ela estava falando sério. E era saudade de mais pra mim.

Luísa:

Quando entrei na casa da Dani, a primeira pessoa que eu vi foi o Mateus. Senti toda a sala ficar em preto e branco, menos ele. Até que me lembrei de como foi difícil não pensar mais nos momentos que passamos juntos. No quanto eu ainda sinto falta de estar em seus braços. As horas iam passando e nada dele vir me cumprimentar. Queria que ele viesse falar comigo, saber como eu estou. Eu sentia falta das suas mãos, do seu sorriso. Mas ele continuava a conversa com seus amigos. Será que ele já havia me esquecido? Será que ele não se importava mais? Era como seu eu não estivesse ali. Eu sei que a ultima vez que falei com ele pedi para nunca mais conversar comigo. Mas não era verdade. Queria que ele viesse falar comigo como se nada tivesse acontecido. Talvez poderíamos ter um recomeço. Mas sem esquecer as nossas tradições de comer pipoca com leite condensado e assistir filmes coreanos legendados só para rirmos e morrermos de amores pelas histórias. Mas quem eu estava enganando… Talvez ele não me amasse mais. E foi eu quem pediu para ser assim. Eu apenas sentia saudades.

O amor que eu desejo ter

parque_

Quando pensei na frase do título, só me veio uma palavra: você!

Não quero borboletas no estômago, nem alguém que me deixe sem ar. Quero alguém que me dê segurança. Que ao me dar a mão, eu sinta o chão. Quero a realidade. Não quero um amor que ouve as mesmas músicas que eu, mas que lembra de mim ao ouvir uma música que “é a minha cara”. Quero alguém que não me julgue por comer besteiras o dia todo, mas que compra besteiras para comermos juntos. Não interessa se não temos uma história de amor linda, digna de virar um filme. Interessa mesmo é se temos sentimento bastante para durar uma vida inteira.

Eu amo aquele que é cheio de defeitos, que esquece que estou de dieta e me dá um chocolate, que não repara quando faço a unha, ou corto as pontinhas do meu cabelo. Mas repara nas minhas manias. Que acredita em mim mais que eu mesma. Que até me irrita. Que repara quando estou triste e mesmo sem dizer nada consegue me fazer um pouco mais feliz. Que com um simples abraço me faz sentir a pessoa mais importante do mundo.

É esse amor que eu desejo ter. Um amor cheio de defeitos, mas que dure para sempre.

“Estou participando do Desafio entre blogs que o blog Nós na Gravata (www.nosnagravata.com/desafio-entre-blogs-o-amor-que-eu-desejo-ter) está promovendo. Vem participar você também!”

A culpa é do teu sorriso

tumblr_kz6nocO7Qq1qajnpfo1_500_large

Naquele dia cinco do doze de dois mil e nove, em que você estava com uma blusa amarela, destacando sua cor morena, você sorriu. Foi a primeira vez que nos vimos, mesmo frequentando os mesmos lugares. Desde aquele dia eu sabia que tinha algo diferente. E depois daquele instante, seu sorriso não saiu mais da minha mente. Depois de um mês e quatro dias, lá estava eu, coberta pelos teus braços, com seu cheiro passando para minha pele. Você me beijou, e eu chorei. Fiquei sem graça por você ter percebido, e não consegui explicar a razão daquelas lágrimas, mas no fundo eu queria sentir aqueles lábios pelo resto da minha vida. Seu perfume grudou na minha mente aquele dia, e eu dormi sentindo seu cheiro.

Dia cinco do três de dois mil e dez estávamos oficialmente namorando. Mas já me sentia sua. Foi apenas um rótulo para termos uma data para comemorar. Mas ainda acho que o primeiro dia que nos vimos deveria ser o mais comemorado. Talvez por isso que nunca nos lembramos das datas de aniversário de namoro. Quando percebemos, já passou. Mas o melhor é que eu sei como seu sorriso faz parte de todos os meus dias. Não importa se diz as palavras certas, ou se você me faz sorrir, o que realmente me importa é lhe fazer feliz, e ouvir você cantando para mim, enquanto você dirige e eu fico deitada no seu colo.

Só quero dizer que quero ter o seu sorriso sempre que eu quiser. Porque e culpa dele. É por ele que eu sentia algo diferente. É ele que me fazia bem quando estava nervosa, ou triste. É ele que eu quero ver enquanto estiver com você.